sábado, 7 de novembro de 2009

Características do Jornal O Joinvilense (JOI)

O Jornal O Joinvilense (JOI) é dirigido a líderes e formadores de opinião com tiragem de 5000 exemplares e distribuição patrocinada e dirigida principalmente para  a região norte de Santa Catarina, atingindo aproximadamente 25.000 pessoas.
Em suas páginas o leitor vai encontrar diversas seções como Editoriais; Artigos e cartas do leitor; Saúde; Polícia; Meio Ambiente; Agricultura; Economia; Política etc. 
Esse é mais um produto do Bureau de Comunicação.

Data da primeira edição do JOI: Setembro de 2006
Tabela de preços do Jornal O Joinvilense
Revisada e atualizada em junho de 2015

Classificado de linha (para pessoa física): R$ 1,49 a linha (venda exclusiva no balcão)
Publicação Legal: R$ 40,00 cm/coluna
Anúncio páginas internas Cor ou P&B: R$ 36,10 cm/coluna
Anúncio páginas centrais (miolo) Cor ou P&B: R$ 38,750 cm/coluna
Anúncio Contra-capa Cor ou P&B: R$ 53,50 cm/coluna
Anúncio Capa Cor ou P&B: R$ 69,50 cm/coluna

Página de Classificados Imóveis e Veículos: R$ 1.180,00
Panfletagem de Massa: R$ 89,50 o milheiro (Mais informações)
Panfletagem Domiciliar: R$ 147,00 o milheiro 
(Mais informações)
Encartes: R$ 195,00 o milheiro 
(Mais informações)
Sobre Capa Cor ou P&B: R$ 4.450,00 com distribuição nos semáforos ou dirigida de acordo com a necessidade do cliente; impressão em papel especial; mínimo 4 páginas; tablóide.



Mídias de governos municipais, estaduais e federal e grandes clientes privados têm preço de parceirização:
Desconto de 10% nos anúncios rouba página e página inteira

Formato da edição impressa
Meia página comercial = 6 colunas (260 mm) largura X 170 mm altura;
Anúncio Rouba Página = 5 colunas (216 mm) largura X 290 mm de altura
Página Comercial = 6 colunas (260 mm) largura X 340 mm altura
Linha editorial: Jornalismo convencional
Formato: Tablóide
Tiragem: 5000 exemplares
Distribuição: Gratuita sob a forma de arrastão comercial em locais de grande fluxo de pessoas
Papel: Jornal
Impressão: Gráfica de Terceiros
Nº de colunas por página: 6 colunas

Largura do espaçamento entre colunas: 4 mm
Largura da mancha de uma coluna: 40 mm
Largura da mancha de duas colunas: 84 mm
Largura da mancha de três colunas: 128 mm
Largura da mancha de quatro colunas: 172 mm
Largura da mancha de cinco colunas: 216 mm
Largura da mancha de seis colunas: 260 mm
Mancha: 260 mm largura e 355 mm altura
Nº de páginas: Mínimo 4 (quatro)
Cor: Todas as páginas
Periodicidade: Quinzenário
Fechamento: Quartas-feiras


Abrangência da distribuição do Jornal O Joinvilense (JOI):
Cada edição tem tiragem de 5.000 exemplares com distribuição dirigida para líderes e formadores de opinião da região de Joinville atingindo aproximadamente 25.000 moradores.

Dados Cadastrais da empresa editora
Bureau de Comunicação e Eventos Ltda.
CNPJ 79873451/0001-93
I.E. 25.619.609-5
CMC 27855
Rua Princesa Izabel, 508 – Andar 3
89201-270 Joinville, SC 


Resumo histórico do JOI:
Em seu livro "A Terceira Onda" Alvin Toffler previa, já na década de 1970, que "os diários de circulação de massa enfrentariam crescente competição de um nascente bando de semanários e quinzenários de minicirculação que servem não só o mercado de massa metropolitano, mas também bairros e comunidades específicas dentro dele, proporcionando publicidade e notícias mais localizadas".
Na década de 1980, Tom Peters, em seu livro "Prosperando no Caos" previa as grandes transformações da economia mundial e ensinava que o futuro era dos pequenos negócios, das pequenas empresas. "Cerque o grande pelo pequeno" pregava.
Foi com o ensinamento destes dois livros que Altamir A. Andrade, fundou o Jornal O Vizinho (JOV) em abril de 1991; dividindo Joinville, Araquari e Garuva em 15 grandes regiões e criando um jornal específico para cada uma delas, com notícias, entrevistas, publicidade e assuntos referentes aos bairros de cada região.
Apesar de a cada edição do JOV da respectiva região priorizar com conteúdo da sua localidade, a comunidade de Garuva também desejava ter seu próprio jornal. A liderança desse processo partiu da Associação Comercial e Industrial de Garuva (ACIG) em parceria com o Bureau de Comunicação e Eventos e também em 2009 foi lançado o Jornal O Garuvense (JOG).
Da mesma forma, outra parceria com a ACIAA (Associação Empresarial de Araquari) e a PMA (Prefeitura Municipal de Araquari) consolidou a edição do JOA (Jornal O Araquariense), o jornal de Araquari, em dezembro de 2011.
Quinze anos de edição do JOV forneceram dados e subsídios que confirmavam a necessidade de um jornal voltado para os formadores de opinião. Assim nasceu o Jornal O Joinvilense (JOI), em setembro de 2006. Durante 12 meses o JOI foi 100% patrocinado pelo Bureau de Comunicação e Eventos. Em novembro de 2009, remodelado, o veículo retorna para a consolidação comercial através do mercado de anunciantes.
O que dizem os números:
Jay Conrad Levinson (um dos mais importantes autores em negócios do mundo), em seu best seller "Marketing de Guerrilha", afirmou (através de pesquisas) qual a mídia com maior retorno ao marketing de varejo: 46,6% mala direta; 32,4 % jornal; 9,1 % televisão; 4,0 % Rádio e 7,9% não tinham opinião. Como o JOI é ao mesmo tempo mala-direta (não personalizada) e jornal nosso potencial é de 79%..

Diferenciais:
O JOI tem distribuição dirigida para formadores de opinião da região norte de Santa Catarina, principalmente Joinville, a maior cidade do Estado;
O anúncio no JOI tem muito destaque: Usamos como regra ter no máximo 40% do conteúdo em propaganda, ou seja, nossos anunciantes são poucos e selecionados;
Opção de anúncio ou encarte no jornal: os patrocinadores realizam seus negócios através do jornal, com uma ótima relação custo-benefício;
Temas não-factuais fazem que o JOI seja lido por muito tempo depois de sua distribuição;
Poucas páginas (oito) em formato tablóide;
O JOI resulta da "combinação" melhorada de dois meios de comunicação: a mala-direta e o panfleto.

Compare:
A mala-direta não atinge a todos: por mais selecionado ou abrangente que seja a lista (mailing); enquanto que o JOI é dirigido aos formadores de opinião;
Mala-direta é pura propaganda. O leitor vai até a caixa de correspondência abre (quando abre), lê rapidamente (quando lê) e joga fora. Já o JOI envolve seu anúncio com conteúdo jornalístico útil ao leitor;
Você usa comercialmente o JOI para abrir portas, entrando no domicílio, onde as pessoas podem lhe dar maior atenção;
Na mala-direta, compare nossos preços (anúncios e encartes no JOI) com o que você gastaria com:
1) produção do mailing;
2) montagem do envelope ou pacote;
3) selos;
4) controle da entrega;

Anunciar no Jornal O Joinvilense (JOI) significa:
Contar com preços acessíveis e a melhor relação custo benefício;
Chegar às mãos do formador de opinião presenteando-o com um jornal útil e esperado;
Ter garantia que a entrega do material é realizada e monitorada;
Contar com o apoio de uma empresa especializado e no mercado jornalístico desde abril de 1991;

Como é possível viabilizar este projeto de comunicação social?
Tudo isto só é realizável porque o amparo comercial está representado nas empresas com visão de mercado que patrocinam esta idéia (o JOI tem a melhor relação custo/benefício para seu produto ou serviço chegar às mãos do formador de opinião). Além de ajudar a melhorar a qualidade de vida da região, o JOI é um canal alternativo para vender produtos ou serviços e se consolida como o melhor veículo, a melhor mídia, para conquistar o cliente sem cobrar e exigir dele qualquer esforço.

Para nos encontrar:

Rua Xavantes, 476 - Bairro Atiradores
89203-210 Joinville - Santa Catarina - Brasil

Para nos contatar:
Fone: 47 34339121 - Fax: 47 34331044
http://www.ojoinvilense.com.br/
ojoinvilense@bureau.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário